Coaching emocional em crianças

Coaching emocional


O Coaching emocional é uma área da Programação Neuro Linguística (PNL) focada especificamente no treinamento de jovens para a confiança emocional, social e de bem-estar. O treinamento da emoção enfatiza o fato de ajudar as crianças a entender e regular suas reações emocionais, em vez de tentar fazê-las mudar de comportamento através de sistemas de recompensa e punição. O uso de sistemas de recompensa e punição pode funcionar com crianças a curto prazo, mas a pesquisa mostrou que, com o tempo, esses modelos de comportamento coercitivo se tornam cada vez mais ineficazes. O treinamento emocional é muito mais benéfico, pois ajuda as crianças a entender a vastidão das suas emoções, da relevância do comportamento verbal e não-verbal na comunicação, bem como o impacto que esta tem nas relações com os outros, através de duas técnicas:


Empatia - Isto requer que os pais suspendam qualquer reação ao comportamento que uma criança possa exibir e em vez disso, se concentrem nas emoções que exibem. Nesta parte do treinamento, é importante ajudar a criança a reconhecer e rotular suas reações emocionais, para ajudá-la a entender melhor as suas emoções.


Orientação - A segunda parte do modelo de treinamento requer orientação para explicar o “porquê” das emoções em questão terem surgido. Dependendo da situação, os limites ainda podem ser aplicados ao comportamento (por exemplo, fazer com que a criança fique um tempo “de fora” pelo mau comportamento), mas o foco deve estar em orientar a criança a encontrar e refletir sobre o “porquê” dela se ter comportado da maneira como se comportou (em resposta a uma emoção) explicando que o castigo está sendo aplicado como consequência.


Partilha e treinamento com os Pais


Etapas do Coaching Emocional: Gottman descobriu que os chamados "bons pais" ou "treinadores de emoções" exibiam consistentemente os seguintes comportamentos ou etapas, que lhes permitiam construir uma melhor compreensão e vínculo com seus filhos e com as suas respostas emocionais:

- Esteja ciente das diferentes emoções das crianças e como elas as exibem externamente

- Identifique que a expressão emocional é uma oportunidade para construir um relacionamento mais profundo com seus filhos

- Demonstre empatia e valide as emoções das crianças, mas ajude-as a entender por que respondem da maneira que reagem

- Forneça às crianças as palavras e os rótulos corretos a serem usados para comunicar as suas emoções

- Saiba quando definir limites ou pressionar

-"Redefinir" ao resolver o problema.


O envolvimento com a criança desta maneira ajuda-a a desenvolver a compreensão cognitiva das suas emoções, como estão conectadas ao seu comportamento e incentiva-a a adotar técnicas positivas de auto-regulação.


5 Benefícios do Coaching para Crianças


Quando o treinamento é feito da maneira certa, os benefícios para as crianças podem ser abundantes. O treinamento pode ajudar crianças pequenas a desenvolver as habilidades e as características que lhes permitirão superar alguns dos desafios e decisões mais difíceis da vida. O Coaching não é sobre vitórias ou correções rápidas, mas um foco no desenvolvimento contínuo ao longo do tempo. Os benefícios de treinar crianças pequenas também incluem:


1. Ajuda-as a entender que as conquistas nem sempre são iguais à felicidade. Conseguir a pontuação mais alta no teste, vencer o concurso ou obter o primeiro lugar no jogo é uma ótima sensação e uma experiência emocionante! Mas o que muitos adultos “de sucesso” concordam é que a felicidade não tem a ver com ganhar. O treinamento pode ajudar as crianças a entender que, sim, vencer é ótimo, mas não é a única medida de sucesso ou maneira de se sentir feliz.


2. Aprender que as suas emoções e experiências são duas coisas separadas. As crianças costumam passar por uma montanha-russa de emoções durante um determinado dia, com base no que está acontecendo, no quão cansadas elas se sentem, se estão com fome ou mesmo se o sumo foi servido no copo da cor errada! O treinamento pode ajudá-las (e a si, como progenitor) a explorar por que as emoções surgiram e separá-las das suas experiências. Isso pode ser particularmente benéfico se, por exemplo, elas perderem uma competição ou receberem uma nota baixa. O treinamento emocional pode ajudá-las a entender que se sentem tristes porque não se saíram tão bem quanto esperavam - e tudo bem - mas essa experiência não define quem eles são.


3. Ajudar a criar equilíbrio e curiosidade. Quando as crianças demonstram talento para algo, pode ser fácil envolver-se e incentivar o seu foco total a concentrar-se nessa coisa - seja um desporto, um instrumento musical ou algum outro hobby. As crianças seguem as suas sugestões e geralmente concordam com isso. O Coaching ajuda a incentivar o equilíbrio - garantindo que, apesar de que ter uma afinidade com uma coisa em particular seja ótimo, ter vários interesses e curiosidade em explorar novas áreas será mais benéfico a longo prazo.


4. Melhorar o entendimento de que todos são diferentes e que isso é BOM. Não incentivando as crianças a interessarem-se em apenas uma coisa, ou apenas nas coisas em que nós mesmos estamos mais interessados, permitimos que elas desenvolvam uma compreensão maior da ampla gama de interesses e paixões existentes e aprendam que não há nada de errado, ou coisas "certas": há sim diferentes maneiras de ser feliz.


5. Manter o foco na construção de personagens autênticas. O treinamento pode ajudar as crianças a aprender o que realmente as faz sentir felizes. Trata-se de trabalhar duro, fazer o melhor e superar obstáculos quando eles surgirem. O Coaching é um conjunto de técnicas e ferramentas para ajudar a moldar atributos e bons hábitos, de maneiras positivas e divertidas. Por sua vez, isso pode ajudar as crianças a aprenderem que a vida é, em última análise, a jornada, não as recompensas.


Carla Pereira